Sollys/Osasco inicia semana de jogos importantes diante do Macaé Sports

Na terceira colocação da Superliga, com sete vitórias e apenas uma derrota, o Sollys/Osasco se prepara para dois desafios longe de casa. Nesta quinta-feira, o time da Grande São Paulo terá pela frente o Macaé Sports, às 19h, no Ginásio Municipal Eng. Maurício Soares Bitencourt, pela décima rodada da competição nacional. Na sequência, a equipe comandada pelo técnico Luizomar de Moura enfrenta o Unilever, no próximo sábado.

“Para nós essa é uma semana muito importante. Nos próximos três jogos sabemos que vamos definir classificações no primeiro turno. Nós queríamos ter chegado em igualdade de condições para enfrentar essas equipes, mas, tivemos uma derrota contra a equipe do Minas, sendo assim, vitórias nessa semana se tornam ainda mais importante”, declarou o treinador, referindo-se também ao embate diante do Pinheiros/Mackenzie, no dia 02 de fevereiro.

Luizomar conhece bem o local onde o Sollys jogará nesta quinta-feira. Antes de chegar ao time de Osasco, o técnico trabalhou no município do Rio de Janeiro. “Macaé tem uma torcida apaixonada e sei o quanto esses jogos contra adversários teoricamente mais fortes e tradicionais acaba motivando a cidade, por isso, acredito que o ginásio estará lotado”, disse o comandante.

Dos nove jogos de Macaé na Superliga, as ponteiras Monique e Mariana Costa foram a maiores pontuadoras em oito ocasiões. Apesar disso, Luizomar chama atenção para outra jogadora do rival. “Acho que um dos destaques da equipe de Macaé é a Camila Adão, que na minha opinião é uma das melhores levantadoras do nosso país. É uma jogadora muito difícil de ser marcada taticamente, por isso, estamos estudando bastante as opções de ataque e a distribuição dela”, comentou o técnico.

Uma das peças para frear a força ofensiva de Macaé é a central Thaisa, melhor bloqueadora da competição nacional, com 32,95% de aproveitamento. A jogadora do Sollys terá pela frente a ponteira Monique, segunda maior pontuadora da Superliga. “É obvio que nós temos uma marcação específica para cada jogadora e temos que nos preocupar com ela também porque é uma jogadora super habilidosa”, disse. “O principal foco da nossa equipe é sacar muito bem para poder facilitar o bloqueio, pois se elas tiverem o passe na mão o tempo inteiro dificulta muito o nosso jogo”, emendou Thaisa.

Segundo a atleta, o Sollys/Osasco não pode mais pensar em tropeços se quiser se manter nas primeiras colocações do campeonato nacional. “Acho que daqui para frente nós temos que pensar somente em vitória até porque tivemos um tropeço. Tudo bem que o Minas jogou muito bem taticamente, mas com a força da nossa equipe não podemos jogar tão mal e errar tanto”, finalizou a central.

Além de Thaisa como melhor bloqueadora, o Sollys conta também com os eficientes ataques das ponteiras Jaqueline e Sassá, segunda e terceira, respectivamente, em aproveitamento na Superliga. O time de Osasco é, no momento, o melhor ataque, bloqueio e saque da competição nacional.

Foto: Fábio Rubinato AGF

Fonte: www.nestle.com.br/sollysvolei/Default.aspx

TWITTER



Redes Sociais